Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FONTE IMAGEM:adaniel44.blogs.sapo.pt/ arquivo/CHORO.jpg


CARTA PRA MIM MESMA

Rosa! Rosa! O que fizeste da vida?
Porque permitiu abrir feridas que talvez nem curem mais.
Porque não saíste pela noite perambulando sem destino
Talvez o teu desatino tivesse ficado em paz.

Rosa!Rosa! O que fizeste com tua alma?
Que vivia calma, sem tormentos e nem sabia mais dos sofrimentos habitantes dentro de você.

Porque não cantaste uma canção?
Porque não inventaste uma poesia?
Talvez, assim,  a tua alegria tivesse ficado em paz.

Rosa!Rosa! O que fizeste com teu destino?
Que seguia rumo em frente sem ter do que se queixar.
Porque não calaste as palavras e as falas das madrugadas?
Talvez o teu sono tivesse ficado em paz.

Rosa!Rosa! Fizeste tudo de errado, porque teu coração medrado, bem no fundo não tivesse em paz.

Porque não freou teus dedos, que sempre falam demais.
Talvez o teu sorriso tivesse ficado em paz.

Mas o que tá feito tá feito.
Não dá pra voltar atrás.
E quando teus olhos chorarem e a tua boca amargar,
lembra-te que Deus existe e que ele nunca desiste.
de te deixar em paz.





Rosa Berg
Enviado por Rosa Berg em 23/05/2006
Reeditado em 22/11/2008
Código do texto: T161446

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa Berg
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
509 textos (71920 leituras)
30 áudios (5857 audições)
2 e-livros (2212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:31)
Rosa Berg