Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

cagada

Depois de duas horas naquele ônibus carcomido eu derreti
Quanto mais preocupado eu ficava com o calor
Mais aumentavam as marcas de umidade na camisa verde
A dor de barriga me chupa de volta ao umbigo
Suga toda vontade de continuar vivo
Ta vindo
Vem chegando
Toc toc bate na porta
Corta seco
Não tem ninguém em casa
Volta outra hora
Destoa meu semblante
Pálido
Quatro horas de viajem
A dor itinerante
Acompanha
Acentua
Siquer dá trégua
Me erra
Esquece por segundos
Num livro envolvido
Melei o santo sudário
To fudido e mal pago
Estelionatário da vida
A privada nessas alturas é causa perdida
Nem deu tempo seu motoca
Caquei na pista.
Marco Cardoso
Enviado por Marco Cardoso em 24/05/2006
Código do texto: T162209
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Cardoso
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil
1601 textos (34634 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:27)
Marco Cardoso