Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESCLARECENDO: isso foi escrito há alguns meses, embora eu não possa precisar a data. Parte pode continuar valendo, mas,conforme o próprio texto é só uma questão de "password"...

MULHER EM MURALHAS

     AVISO: ENTRADA PROIBIDA. PERIGO: RISCO DE MORTE.
      Sou uma mulher cercada. Em torno de mim, num sentido inverso que não é de fora pra dentro, muralhas imensas foram construídas pelo tempo e por tanta coisa não desejada e que chegou sem aviso. Em torno da grande muralha, fossos imensos. Águas turvas habitadas por serpentes e crocodilos.

      Do alto de cada torre da enorme muralha há uma eu, encouraçada e armada, caso algum desajuizado ameace ultrapassar os avisos enviados. Ainda que os ultrapasse e também consiga angariar com comidinhas e outras bobagens a simpatia das répteis sentinelas  do meu fosso, meus eus sobre as torres permanecem de plantão à espreita do primeiro escorregão, da primeira distração. E  flechas virão de todos os lados.      

     Armaduras e elmos não servirão para nada, senão para distanciar o ousado cavaleiro mais ainda da entrada. Entrar, é bom lembrar, também não significa permanecer. Uma vez dentro,  haverá enormes portas de ferro que não se abrem ao simples bater. 

     Altos muros, fossas, trincheiras e uma ponte levadiça que não desce sem a senha correta. Se o atrevido não tem olhos que atravessem a muralha, adivinhando sem pistas o que vai por detrás, certamente não tem a menor chance de descobrir a senha. Sou uma mulher com muros. E é preciso mais que disposição para saber o que há atrás deles. E não serei eu ou qualquer de minha eus quem esclarecerá. Não distribuo pistas, mas elas estão em todos os lugares. Paradoxos, incoerências. Se busca uma pista, procure entre eles, os paradoxos. Se não, ninguém se importa. Pegue seu cavalo branco e sua armadura dourada e vá buscar uma princesa disponível. Eu, de princesa, não tenho nada.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 11/06/2006
Código do texto: T173363

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154014 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:46)
Débora Denadai