Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


DIA DOS NAMORADOS (O início).

No início é o conhecer: Tu me sentes e eu te sinto,
tua liberdade e minha liberdade. Eu me dou e tu
me doas. Tu me amas e eu te AMO. Essa troca
é a mais simples cumplicidade do casal.

Os dias passam e começa a mudar o conhecer.
Já não existe a liberdade, só existe o tu me dá.
O amor esta de chama fraca, o calor quase sem
existência. Só afinidade.

Recomecem não perdendo o tu me sente e eu
te sinto. Pode ser que adiante encontrem o
início perdido e voltando a sentir, a ter liberdade,
a doar, possam conseguir firmar o AMOR.

Não se ama possuindo.
Não se ama com palavras.
Não se ama com presentes.
Não se ama com obrigação.

O amor é falta, por isso sempre estamos
querendo mais, e nesse querer é onde
temos a liberdade, o sentir, a doação
para da simplicidade podermos AMAR.

Sitonio
Enviado por Sitonio em 11/06/2006
Reeditado em 11/06/2006
Código do texto: T173538
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sitonio
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil, 55 anos
291 textos (24129 leituras)
6 áudios (2162 audições)
3 e-livros (745 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:38)
Sitonio