Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

fonte imagem: http://www.cracatoa.com.br/imagens/cracatoa-222658.jpg



Palavras! Não adormeçam em mim.
 
Podem matar todos os e meus sentimentos e desejos.
 
Mas não adormeçam em mim. 

Palavras! Cheguem como temporais.
 
Podem vir em enxurrada 

Preciso escrever o meu sentir. 

Palavras! Acalentem-me como o vento 

Tragam-me o frescor do momento 

Façam ventar em meus quintais. 

Palavras! Acendam-me em todas luzes 

Como o raio depois dos trovões. 

E protejam-me de minhas trevas. 

Iluminando meu coração. 

Palavras! Sinto-lhes informar que sobrevivi.
 
E que hoje estou aqui para pedir 

Rimas, poemas, contos,versos, haikais 

Qualquer coisa que por audácia 

Faça do meu sentir um existir. 

Palavras! Levem embora de vez todas as lembranças.
 
Apaguem de vez minhas intemperanças.
 
Renovem com urgência o meu amanhecer. 

Juro! Não sentirei mais saudade. 

Porque depois da curva tem uma novidade 

Com tamanha luminosidade, que me faz caminhar em frente.
 
E que fecunda meu coração e minha mente.
 
E que me faz feliz de verdade.

Por isso, eu lhes peço mais uma vez 
 
Palavras! Não adormeçam em mim. 



Rosa Berg
Enviado por Rosa Berg em 13/06/2006
Código do texto: T174493

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa Berg
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
509 textos (71865 leituras)
30 áudios (5857 audições)
2 e-livros (2212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:46)
Rosa Berg