Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bom Rebuliço

À tona o vil lampejo
Robusto e internato peito
Controvérsia, dedos em riste
Sagra melodias de ar rugoso e
Ingenuidade.

Nos meandros a bramir,
A agitar, entalhar
Nova lima, um trem a partir
De agora, de sempre.

Corda bamba e intersticiais sabores
Têm a ginga, a malícia,
Inverno e outono
Nem em lista hão em destaque.

Se meditativos, anônimos,
Tacho fervilha em caos
Se imperativos e cômicos,
Pendem, requerem, esquecem.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 16/06/2006
Código do texto: T176444

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34093 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:16)
Cesar Poletto

Site do Escritor