Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Marca D'Alma

Torrente água, velame em coice
Espelho, penumbra e desejo
Crucificando,
Regendo o ensejo, pede a textura.

Couraça em titânio, escafandro
Um nó nas tripas, e as sangrias
Verdes salas com portas cerradas
Depauperação nas ruelas, nas escadas
Segue a ação dos espasmos.

Sentimento,
Relutante a gigantesco
Destemido, o olho do tornado
Indecifrável,
O sino dobra, tilinta e apanha.

Um passo à frente, dois ao nada
No travessão, o avesso do chão
E o improvável,
Uma nova versão.

Beges auras oriundas das tomadas
A voltagem gasta, um exorcismo
Mexe de pouco em bastantes sismos
Tem a pesca, tem a vara.

Enxaqueca,
É ferida, é a chaga
Sorvendo a seiva exsudada
Fim da apocalíptica espada.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 19/06/2006
Código do texto: T178651

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34092 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:39)
Cesar Poletto

Site do Escritor