Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lua pálida,
tanta beleza...
Pele alva...
Cabelos soltos ao vento...
Olhos penetrantes...
Seio formoso...
Curvas de desejo...
Boca cintilante! 

***


(Nobre Homem)

Oh! Lua como és bela!
Tanto que lhe desejo
tantas lágrimas nesta praia deixei,
teus raios em meu corpo estremecia,
e em sonho já bebi todo teu romantismo
e apenas as estrelas a ouvir teu lindo gemido!


sonho maldito...
como ousa ao paraíso me levar
e no inferno me acordar??


(Lua Donzela)


não maldizes o sonho amado homem,
como desejavas, fui tua...
teu gemido ouvir tão forte, que o sol despertou-se,
por isso quentura acordou-te...
ainda és meu segredo de amor,
amado nobre!


Comigo ainda ás de sonhar nesta mesma praia assim que o sol se deitar...

Monet Carmo
Enviado por Monet Carmo em 22/06/2006
Reeditado em 22/06/2006
Código do texto: T180415
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Direitos autorais à Simone Teixeira do Carmo) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Monet Carmo
Belém - Pará - Brasil, 38 anos
2225 textos (297329 leituras)
72 áudios (9562 audições)
4 e-livros (1085 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 16:50)
Monet Carmo

Site do Escritor