Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SURFARI

Ao surfar sinto-me desprovido de pensamentos fúteis e inúteis, maléficos ao ser. Somente a espera incansável da onda perfeita ocupa minha consciência. Palavras não pertinentes, vale dizer, não pertencentes ao momento vivenciado, são apenas sopros de voz.
Ondulações constantes indeterminam o tempo. A vontade de sair daquela situação proporcionada pela natureza inquieta apresenta-se quando a alma retorna ao corpo. A fome é o principal motivo a interromper o prazer.
O surfe, a fome, a digestão, o violão e o surfe, é a rotina almejada. Entretanto, nada vale sem a presença dela ao meu lado.
Aguirre
Enviado por Aguirre em 25/06/2006
Código do texto: T182324
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aguirre
Balneário Camboriú - Santa Catarina - Brasil, 33 anos
90 textos (3221 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:13)
Aguirre