Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Se não for para mim, não é para ninguém

Poste, hidrante, camelô e semáforo. Dura a vida do pobre que não tem nem esquina para fazer macumba. Triste a sina deste povo que não tem futuro, apenas saldo devedor. É cada um por si, Deus por ninguém, quem pode constrói um muro alto e fica esperando o carnaval chegar.

                        Rio de Janeiro, 25 de março de 2006.
Fabiano Marquezi
Enviado por Fabiano Marquezi em 26/06/2006
Código do texto: T182942

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos: Fabiano Marquezi). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabiano Marquezi
Campinas - São Paulo - Brasil, 37 anos
133 textos (4844 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 08:46)
Fabiano Marquezi