Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ROSA

Primitiva reverência que subsiste ao passar das gerações,
Satisfaz a dor da saudade e aguça o querer amar.

Cor, cortejo, complacência, subsídio que finda uma desavença,
A roupa de Penélope nos passeios matinais.

Aromatizada diante das outras,
É a mais bela e humilde flor.

Inspiro a suavidade de seu divino cheiro e
Expiro palavras de mais intensa adoração.

Muitas dela retornam ao meu jardim de charrete,
Inundam meus pensamentos.
Culpa de Josette!   (a minha querida avó)
Aguirre
Enviado por Aguirre em 27/06/2006
Código do texto: T182980
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aguirre
Balneário Camboriú - Santa Catarina - Brasil, 32 anos
90 textos (3221 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:19)
Aguirre