Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM POEMA EMERGENTE

Vem cá meu anjo,
quero que concentre-se no que vou lhe dizer..
Olha nos meus olhos sem pestanejar,
diga a você mesmo que vai escrever algo bonito..
Relaxe..deixa sua mente vazia..
Vazia de titulos..vazia de temas, enredos...
Não importa quem será sua musa..
ligue o som, ponha uma música..
A música tem um poder incrível dentro da alma.
Se você observar, cada nota tocada lá no fundo,
nos dá um tema, um título, uma inspiração,
portanto cada momento nosso exige uma música diferente.
Troque a melodia muitas e muitas vezes, até acertar
aquela que vai falar por você, ou de você.
Que vai chorar por você, ou cantar por você.
Sem menos esperar terá o primeiro verso,
um após outro, verá sua musa nele refletida.
Se dará conta do vale fértil contido em você..
Tuas palavras emergirão como uma mina inesgotável.
Verá então no seu rascunho um oásis de sentimentos..
O título? ahhh o título não será dificil decifrar..
Um poema chamado "Eu"
 
Marlene Constantino
Enviado por Marlene Constantino em 27/06/2006
Código do texto: T183419
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marlene Constantino
São Paulo - São Paulo - Brasil
484 textos (15205 leituras)
42 áudios (3641 audições)
1 e-livros (45 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:50)
Marlene Constantino

Site do Escritor