Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

          
OHM PRA VOCÊ TAMBÉM

     Eu sei que deveria começar agora mesmo uma dieta de engorda (por favor, não me trucidem os que precisam perder peso e não conseguem, mas eu sou a rainha das magrelas), eu sei que eu deveria parar e dormir um dia inteiro sem dar pelotas pro trabalho que passeia em detalhes mínimos 24 h por dia no meu cérebro. Eu sei que deveria estufar o peito e dar um enorme FODAM-SE em letras garrafais num luminoso dourado e vermelho pra boa parte da humanidade. Eu sei que contratar um capanga seria bem útil e mais barato que um advogado, com a vantagem que capanga cumpre o prometido e não muda de lado (esse pessoal tem um código de ética muito mais sério...).
          Eu sei. Ninguém, por gentileza, nenhum ser humano venha me dizer tudo isso, porque eu SEEEEEEEEEEI...
          Eu sei que deveria fazer 8h de meditação por dia e trabalhar uma só que é pra não ser chamada de vagal. Também sei que deveria enfiar a droga da educação e polidez num saco nada polido e dar a descarga. Eu sei que tem gente que se eu desse uma bela porrada não estaria causando mal nenhum e poderia até fazer bem, porque poderiam acordar pra Jesus. Tá. Jesus te ama e eu também. Ai, saco, essa história de andar cuidando da minha espiritualidade ainda vai ferrar meu lado literário. EU SEEEEEEEEI, escutou? Então, não fique me lembrando.
          Eu sei que tem a tal história da fé cega e da faca amolada. O grande problema é que atualmente ando com a faca  cega, que pode cortar qualquer um que cruzar a minha frente e o que anda bem afiada é a minha língua. 
          O que cê faz quando sabe tudo e não tá a fim de fazer nada do que sabe, porque no exato instante tudo o que quero é me mandar para o pico mais alto do mundo, raspar a cabeça e passar o dia inteiro só dizendo Ohmmmmmmmmmmmmmmmmmm? Nem os monges iam me agüentar, porque esta minha mania de fazer tudo direitinho eu ia querer ser melhor do que eles. 
          Eu sei que nem deveria dizer estas coisas. Mas agora que já disse, bem, então foda-se o que eu sei. 
          Eu sei de uma porrada de coisas que tem gente com muito mais estrada do que eu até hoje não suspeita nem de leve. Tô começando a desconfiar que quem sabe demais carrega muito peso. É isso. Vou raspar a cabeça, comprar uma túnica laranja, jogar todo o resto fora e passar o resto da vida zerando o QI na base do Ohm.
          Antes que eu me esqueça: OHM pra você também.
Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 29/06/2006
Código do texto: T184485

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154016 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:33)
Débora Denadai