Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Libertino ...

Comparo-o a um galo do campo,
que não gosta de capoeira,
adora, a liberdade,
sim, liberdade sem fim,
que ás vezes, até chega a magoar...
debica, aqui, debica, acolá...
um milho, aqui, uma pedrinha, acolá,
dá o seu cantar, para dizer, estou aqui!
A galinha essa, vai-se entretendo,
debicando, aqui e acolá,
sem espera, e quando pensa,
que o galo, está ao pé dela,
lá vai ele, com o seu cantar pimpão,
debicando o milho, debicando a pedrinha,
e debicando a sua liberdade!
nita
Enviado por nita em 13/07/2006
Código do texto: T192939
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
nita
Portugal
165 textos (11175 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:25)