Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sede Intensa

Seca o pote d’água
Que a sede é seca e acompanhada
A laringe faz ranger na calada
O algoz do tempo lhe impor e nada.

Seca a sede seca
Que o pote é néctar e idolatrado
A estrela traz à rouquidão a pilha prata
A foz num vento calmo, vencido e nada.

Ágüe a seca sede
Que o néctar na calada brota
Traz a pilha prata à laringe aliviada
Mede o leito do rio, pois no pote, nada.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 13/07/2006
Código do texto: T193248

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34087 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:26)
Cesar Poletto

Site do Escritor