Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


JUST LIKE HEAVEN. SOON.

                    O dia ficou súbita e inexplicavelmente cinzento e molhado sobre a cidade de ontem para hoje. O que não importa muito, porque dentro de mim chove copiosamente há muito mais tempo. Não uma chuva de tempestades com raios e trovoadas. Mas aquela chuva renitente, que vez por outra finge que parou só pra me enganar, mas segue gotejando garoa fina e fria de quebrar os ossos. 

                    É. Não importa mesmo. Vai chovendo e quem sabe com isso vou lavando o gris da minha paisagem, tirando a poeira do piso (embora que no início vai virar um barro danado de tanta poeira acumulada) e pode ser, que com alguma sorte, ajude a florir um tanto mais meu canteiro de petúnias, buganvílias, antúrios (adoro esses, deve ter alguma explicação fálica pra isso). 

                    Não importa. O ruim de tanta chuva é que não posso botar minha menina no balanço pra brincar. Aliás, por causa da chuva mesmo é que acho que minha menina se foi ou escondeu-se em lugar distante e não sabido. Estou sem menina, o céu continua com aquele cinzento horroroso grudado no meu peito e cada gota rasga tudo em mim feito navalha. Rasga meu peito, rasga meu sono, rasga o dia que se arrasta no relógio que nem ponteiros mais tem. 

                    Chove muito, em baldes. Caminho por dentro de mim descalça e morta de frio. Mas não importa. Não congelei nem estou morta. De um jeito ou de outro, sei que uma hora esta chuva toda cessa e eu ainda vou ouvir Just like heaven sem chorar nem pensar em me atirar pela janela. It will be just like heaven. Soon. 

          
Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 14/07/2006
Código do texto: T194180

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154026 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:41)
Débora Denadai

Site do Escritor