Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Assuma as Rugas

Deita a bela dama
Na tórrida alva areia
Que o cansaço abateu.

Se a idade rejeita
As rugas, a intemperança
Mostra-te ao Egeu.

Molha a macia penugem
No seio aveludado do mar
É azul, lastro seu.

Seca ao sol de verão
O ideal da sociedade
É verde, o ateneu.

Lembre à admirável paisagem
Do vazio que te rege
Eu o deixei, é teu.

Traga na vinda próxima
As rugas, a intemperança
Elevar-te-ão, apogeu.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 17/07/2006
Código do texto: T195806

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34083 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:00)
Cesar Poletto

Site do Escritor