Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doce e mais belo

  Se os olhos pudessem refletir os céus e o anseio da mais nobre juventude, eles seriam como os seus.Eles brilham e refletem docemente o que não é vil, com a ferocidade de um sacrilégio pertinente ao amor.
  Amo-o tanto, que todos os dias do PARA SEMPRE, não seriam o bastante para dizer-te tudo isso.
  E vou deixar que partas se esta for a tua vontade.
  Mas também vou entregar-me e ir além dos meus princípios.
  A lua, na qual te banhares estarei, prostrando-me eternamente em teus enlaços, perdidas entre seus abraços.
  Olhar-te-ei tão terna e sentida quanto o fogo que me invade e me queima por ti.
  Sendo assim, cantarei na noite junto ao vôo dos pássaros, quando as flores exalarem seus perfumes. Eu sei que tu não ouvirás meu canto, mas esta é minha real intenção.
  Se me abandonaste, foi por vontade, senão me quiseste mais, foi teu desejo. E faz parte da minha certeza a realidade de que: estou sozinha, perdida e com eternas lamúrias a tercer.
  Se estou só, não vou perfiar motivos.Vou apenas sussurrar seu nome infinitas vezes quantas forem possíveis no além e dizer que te amo até que a minha língua e minha boca, tendo meus lábios , sejam apenas restos mortais.
  Pois que, quando te vejo, ponho-me louca, entorpecida, pelo teu doce e mais belo abandono.

Milla Filth
Enviado por Milla Filth em 17/07/2006
Reeditado em 28/09/2006
Código do texto: T195810
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Milla Filth
São Paulo - São Paulo - Brasil, 30 anos
12 textos (1828 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:27)
Milla Filth