Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Até que o amor acabe

Uma inquietante e insistente tensão me ronda.Culpo o tempo pelo desconforto.Ou talvez, a ausência de um companheiro.
Às vezes,retruco exasperada.Palavras ditas em vão!
Um eco invade onde estou e uma acabrunhada tristeza se instala.
Reflito então: Onde andará o meu amor?
Será que veste dourado?
Será que é tatuado?
Que gosto será que ele tem?
Não vejo resposta alguma! Não há como adivinhar!
O amor quando está por aí, reflete em qualquer lugar!
O que posso então esperar?!
Amenizo  assim o meu pranto e vou pra rua vagar...
Preciso me sentir atraente. Entender que a vida é um repente!Que passa sem qualquer tradução.
Essa estranheza que sinto, tem outro nome. No dicionárío ela se chama - Solidão!
MariSaes
Enviado por MariSaes em 17/07/2006
Código do texto: T195825

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o sitedoautor.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MariSaes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1694 textos (65131 leituras)
2 e-livros (52 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:12)
MariSaes