Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cada Nota

Entoada, enternecida
Abre o respiro, suspiro
(um gota de suor deixa rastro)
Sustenido o vigor, rigor nas cordas
No mi, no fá
É ré com dó do sol
E quão tênue é o sol! Rubro.
Arrebenta o si, rompe a melodia
Desgarrada, semi-tona, à tona
No orgasmo da canção, imensidão;
Deita frases na lona vesga do vazio
(passa ali um calafrio)
São passos de abacaxi a causar feridas
Ambíguas, vêm as notas
Manchadas, amigas;
Solenemente, reativam o pulso
Tinindo o prelúdio
Volta a sonhar.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 18/07/2006
Código do texto: T196626

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34091 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:34)
Cesar Poletto

Site do Escritor