Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MOTORISTA

Estrada e rodovia,
Será essa a minha sina?

Contempla-las, até o horizonte,
Ver tudo inerte e vazio,
Pareço atado, numa redoma,
Quando a, ausência dela me falta,
Meu olhar e triste e frio.

Conseguiste confundir meu ego,
Não sei se eu sou você
Ou se você sou eu,
Não li o que me escreveu,
Vem; outro encontro vai haver,
Conte só para mim
Por que motivo não compareceu?

Ainda somos o côncavo e o convexo,
Peço desculpa se ofendi,
Quando seu segredo, descobri:
Nosso amor e fogo, como o sol,
Uma nuvem pode escondê-lo,
Mas não apagá-lo.

Essa saudade não tem braços,
Mas aperta,
Meu lamento me desperta,
Ouço meu eco como resposta,
Corrupto, não sou, nem bandido,
Mas por este amor estou perdido.

Volte rápido, dirige com cuidado,
Não durmas na direção,
Para não deixar cicatrizes
No meu carinhoso coração.


Alci Santos Vivas Amado
Enviado por Alci Santos Vivas Amado em 18/07/2006
Código do texto: T196641

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alci Santos Vivas Amado
Mimoso do Sul - Espírito Santo - Brasil, 71 anos
238 textos (31023 leituras)
2 e-livros (136 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:36)
Alci Santos Vivas Amado