Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

fonte imagem:http://adorocinema.cidadeinternet.com.br/filmes/perto-demais/perto-demais06.jpg



QUEM ME MANDOU TER

Quem me mandou ter um espírito desassossegado, com vida própria, um desmiolado, que me impulsiona no jogo das paixões, tentando ouvir o que falam os corações.
Quem me mandou ter uma alma transparente, onipotente e experiente em me jogar na vida como uma delinqüente, tentando arrancar de mim, as minhas loucuras.
Quem me mandou ter uma vontade infringente de me embriagar num desejo proibido persistente, que faz de mim uma demente e uma eterna pecadora reticente.
Quem me mandou ter um sonho distraído, e para que a esse sonho dei ouvido, pois como uma serpente, de repente, ele me hipnotizou e entorpeceu a minha mente.
Quem me mandou ter os sentidos imprudentes, que na nascente de meu inconsciente gostam de se instalar para fazer a minha verdade naufragar.
Na verdade eu sou o que sou nesse meu cosmo particular, virei uma turista procedente de algum outro lugar, que não sabe, não conhece e não liga para onde qualquer caminho vai dar.


Rosa Berg
Enviado por Rosa Berg em 19/07/2006
Reeditado em 19/07/2006
Código do texto: T197398

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa Berg
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
509 textos (71889 leituras)
30 áudios (5857 audições)
2 e-livros (2212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:47)
Rosa Berg