Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MÃOS VAZIAS.

Em suas mãos não traziam:
Nem ouro;
Nem incenso;
Nem mirra.

Nos corações tampouco havia amor ou preocupação.

Mãos vazias e mentes ávidas por utopias efêmeras que serviram de alavancas à uma grande devastação...

Em realidade não se fazia necessário às mãos cheias, nem mesa lauta.

Conquanto sempre será imprescindível aos corações estarem transbordantes de elevados valores, sem dissímulo, emanando a mais grata satisfação na arte de bem receber.

E por analogia - Um filho é, com primazia, convidado reservado, que trás em si atributos que de antemão não são dados a ninguém conhecer. Objetivando não acanhar aquém está a recepcionar.

Bem receber - é legado de vida, um vislumbre do caráter do anfitrião.
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Enviado por Cláudia Célia Lima do Nascimento em 21/07/2006
Código do texto: T198717

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Luziânia - Goiás - Brasil, 51 anos
476 textos (16064 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:27)
Cláudia Célia Lima do Nascimento