Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PEQUENA ESTROFE DE UM POEMA CHAMADO VIDA

Três peças vitais lhe compõem a essência...
Obedientes à harmonia da suavidade de estilo.
T. N. é Translucência Nucal – Serve para dizer
Que da pequenina estrofe afastam-se os riscos
para cromossomopatias – Temida Síndrome de Down.

13 semanas...
Embora minúsculo, o pequeno ser apresenta-se animado.
Observa-se o coração de câmaras definidas ritmando com a vida. Contorno craniano e coluna vertebral conforme se espera. E os membros a crescer.

Um susto!
Graças, já passou.
Apenas um ruído na bela composição.
Não lhe tira a beleza nem lhe turva a rítmica.
Somente um atrevido sinal chamando para si a atenção.

Nada há de ser.
Trampolins servem à evolução.
Audaz à pequenina estrofe do poema chamado Vida de
Verso em verso, em cadência própria a se desenvolver.
Até que chegue a hora de com seu encanto a todos envolver.
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Enviado por Cláudia Célia Lima do Nascimento em 26/07/2006
Reeditado em 27/07/2006
Código do texto: T202369

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Luziânia - Goiás - Brasil, 51 anos
476 textos (16067 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:24)
Cláudia Célia Lima do Nascimento