Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUERO SER SAMAMBAIA

               Nao me diga que eu nao sei. Nao se atreva a ter a mais leve suspeita da mais remota possibilidade de que eu nao saiba. Eu sei e pra ser sincera, preferia nao saber. È aquele tipo de coisa idiota: a gente passa uma porrada de tempo querendo uma explicaçao, um porquê e quando encontra, preferia nao ter encontrado. 

               Já falei inúmeras vezes que outras tantas sem conta preferia nao ter nascido tao inteligente (sim, sim, nao sou modesta e nem tenho porque sê-lo). Gente burra ou idiota é muito mais feliz. Vem dotada de algum equipamento que as permite ignorar, nao ver, nao intuir o que vem pela frente, e sim, segue sendo feliz até segunda ordem. E muitas vezes, a falta de perspicácia ou a cegueira mental permite que continuem nesta felicidade de samambaias. Dançando ao sabor do vento, do jeito que ele venha. 

               Nao me venha dizer que nao sei. Sei tudo. Essa coisa de ser capaz de enxergar por detrás é uma boa merda. Eu sou um cachorro, essa é a verdade. E com essa mania besta de saber tudo, fico correndo atrás do meu pròprio rabo. 

               Cansei. Vou jogar o cérebro no lixo. Vou cortar meu rabo de cachorro. Quero ser samambaia. 


PS: Eu ainda me acabo procurando a p...desse til no teclado
Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 28/07/2006
Reeditado em 28/07/2006
Código do texto: T203839

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154020 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:06)
Débora Denadai