Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chapéu de palha (...no dia em que um chapéu voou...)



Eu corria e o vento subia a areia
num verão desses que a gente cresce e esquece
mas alguma coisa fica...
eu corria e o sol lascava a pele
numa praia deserta muito branca e salgada
dessas que a gente gosta de sentir o gosto no corpo
que bate na perna e pinica
e quando a gente cresce, um dia, esquece
mas alguma coisa sempre fica...
eu corria e o vento o levava prá longe cada vez mais distante
ele rolava, subia junto com a areia e parecia ter asas
e nada mais importava, nem a distância, nem o sol em brasa
em busca dele eu iria nem que fosse até o céu
foi quando me atirei abraçando o meu troféu.
Ao longe um sorriso acenava a vitória.

Eu era criança e não queria meu pai triste sem chapéu.
A gente cresce, mas nunca esquece como se alcança o céu.


Cristina Nunes
Enviado por Cristina Nunes em 29/07/2006
Reeditado em 29/07/2006
Código do texto: T204512

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cristina Nunes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristina Nunes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
421 textos (32644 leituras)
9 áudios (1002 audições)
2 e-livros (97 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:54)
Cristina Nunes