Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inescrutável Fonte de Inspiração

O mar percorre-me os meandros
Meus caminhos, de menino
Desde o calçar das botas em suas ondas
A fé das idades, das ilusões, o labirinto.

O mar escoa por verdades
Absolutas e invariáveis
Premissas de trovas, romantismos
A aurora paciente me olha, olha...

Faz da poesia, a doação ébria da carne
Viscosa linfa embebendo brandos toques
Rostro infinito a perfurar e a persuadir
Monta cama nas ilhas e arquipélagos famintos.

Minhas reminiscências
Pífias, jarretes fissurados, sem o mar
Não há pensar, há penar, lamentar
Meu arrimo céu de tantas estrelas.

É meu hálito, meu mau hábito
Rabo de cometa a passar mudo, eloqüente
Recomeço duma paisagem cubista, mordaz artista
Da vida em tela, enluarada de júbilo.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 31/07/2006
Código do texto: T206273

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34088 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:57)
Cesar Poletto

Site do Escritor