Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O menino e as borboletas

O menino caminha pelo jardim. Olha as flores. Pára. Toca-as. Vê as borboletas que voam de um lado para outro. Como são lindas! Ele se aproxima de algumas. Há borboletas amarelas, azuis, negras, brancas, vermelhas e negras, douradas, multicores... Ele tenta pegar uma, mas não consegue. Elas o rodeiam. São muitas. Elas pousam no garoto que fica quietinho, quietinho... Agora ele está pintado de todas as cores... Uma estátua de borboletas. Pouco a pouco, elas começam a voar, vão e voltam, em fila. O menino continua parado e mudo. De repente, ele se move e fala, e todas elas voam juntas e formam uma nuvem multicolorida. Uma cena que não esqueceremos nunca: o menino brincando com as borboletas. Ele as compreende. Elas o entendem... O menino e as borboletas... Há comunicação entre eles. Uma comunicação sem palavras. Uma comunicação de aceitação dos seres como eles são, sem perguntas, sem exigências, sem ressentimentos... É o entendimento do amor,
             da compreensão,
             da amizade,
             da sensibilidade...
Mardilê Friedrich Fabre
Enviado por Mardilê Friedrich Fabre em 01/08/2006
Código do texto: T207140
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mardilê Friedrich Fabre ( http://www.recantodasletras.com.br/autores/mardile)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Mardilê Friedrich Fabre
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil
1400 textos (1454471 leituras)
151 e-livros (19464 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:08)
Mardilê Friedrich Fabre

Site do Escritor