Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

fonte imagem: http://nephtysegypt.blogs.sapo.pt


CALMA VIDA, CALMA! 

Calma, vida calma!
Não deixe que meu passo se descompasse e pise em meus destroços, triturem os meus esforços para que eu fique bem.

Calma vida, calma!
Não distorce as minhas fantasias, nem permita que suas alegorias ofusquem a minha visão, tire os meus pés do chão e roube, outra vez, a tranqüilidade de meu coração.

Calma vida, calma!
Não me venha com esta sua estabanação desarrumar tudo que eu demorei tanto para colocar no lugar.

Calma  vida, calma!
Nada de brincadeiras, não quero mais fazer besteira, preciso ficar inteira, não vou me atirar em abismos onde eu possa me machucar.

Calma vida, calma!
Seu favor eu esmolo.
Socorro!!!
Preciso de colo.
Rosa Berg
Enviado por Rosa Berg em 02/08/2006
Reeditado em 22/11/2008
Código do texto: T207536

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa Berg
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
509 textos (71844 leituras)
30 áudios (5857 audições)
2 e-livros (2212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:44)
Rosa Berg