Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Imaginação em Mim

No camarim
Preparando-me para entrar
Um pouco de tudo
A voz é a âncora
O coração me amarga ânsias
De tudo um pouco;
Minha voz ecoa
Como a de um passarinho na lona
No picadeiro
Pro mundo avalizar e se apaixonar
Emocionar-se com o mito.

Cordas da garganta, esticais!
Meus demônios querem fluir dispersos
Até agora, rastejaram pelo ar;
Toda irresponsabilidade de menta
O pouco é tudo
Que tenho quando o whisky me afoga;
Pelos meandros, arcanjos transitam
Meus mundos interiores são o fato
Temem por mim.

Não fito a jóia impregnada de cores
Marco o gado com aquele chocalho de prata
Ora!
Tudo é pouco
Quase nada
Não posso tê-lo
Nem vim vê-lo
Não sei sê-lo
Nem sei se sou
Eu mesmo.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 02/08/2006
Reeditado em 02/08/2006
Código do texto: T207718

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34093 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:49)
Cesar Poletto

Site do Escritor