Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Página da Vida

Lesta página
Que a vida sussurra;
Meu apelo é o gelo do botequim,
Indispensável;
Meu permanente jogo
É o desarme da guerra
Feroz canto do despautério;
Ide a mim, no petróleo abissal
Donde mugem as crateras melosas
E onde enfeitam da aroeira os galhos;
Vinde a mim
Rearborizará o escalão da sinceridade
Cega faca pela metade;
Sendo o tempo todo assim:
Um é meu taco
Outro, estojo;
E de mim, tiram o sacrilégio e o fojo.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 05/08/2006
Código do texto: T210055

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34084 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:49)
Cesar Poletto

Site do Escritor