Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RESTOS DE TEMPO

A AMARGURA ME TOMA, HORAS QUE A VIDA SE APAGA EM MEUS OLHOS E A ALMA...AH! A ALMA CABISBAIXA SILENCIA, NÃO ENCONTRA PALAVRAS.
A MORTE ABRE-ME SUA ESTRADA E ANUNCIA QUE ME LEVA AO ESPLENDOR, MINHA VIDA FICA PENDENTE E A MORTE CONTENTE, É MAIS UM VIVENTE PRA SUA COLEÇÃO...
NÁUSEA, ME FAZ DAR UM PASSO PRA TRÁS E PERCEBER QUE MEROS PROBLEMAS, NÃO JAZ COM A VIDA E COM A MORTE JAMAIS. A VIDA NÃO É NENHUM MAL, ENQUANTO PUDER SER VIVIDA EM PAZ.
LIBERTO-ME E PENSO...NÃO HÁ SITUAÇÃO DEPRIMADA, QUE ME TIRE O RESPLENDOR DA VIDA, COM ESTE SOL NO CÉU AZUL... E UM AMOR EXPLENDIDO, QUE CONTEMPLE O HORIZONTE, SEM TEMPO ESTIPULADO, SEM RELÓGIO, PRA IGNORAR RESTOS DE TEMPO, QUE CORRE ESGOTADO, PELOS VÃOS DO ESGOTO, ATÉ O PRETO, TRANSFORMAR EM BRANCO, OS MEUS CABELOS.
INTENSIFICO FORÇAS, PONHO DUAS CADEIRAS NA PRAIA, PRA SABOREAR O MAR, AO LADO DE QUALQUER PESSOA, QUE QUEIRA OUVIR ESTÓRIAS CONTEMPLANDO A VIDA PASSAR...


05/08/06     TEREZA NEUMANN
Tereza Neumann
Enviado por Tereza Neumann em 06/08/2006
Reeditado em 06/08/2006
Código do texto: T210681

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Tereza Neumann). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tereza Neumann
Salvador - Bahia - Brasil, 62 anos
330 textos (15749 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:26)
Tereza Neumann