Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Omissão

                   

Quando foi que decretaram a lei onde se diz que o ódio deve ser o senhor?
Tenho a impressão que nesse dia eu estava dormindo.
Quando foi decretada a lei que dizia ser a amizade banida do convívio humano?
Creio ter sido nesse dia que tirei férias.
Como puderam impetrar a lei em que o homem seria o algoz do próprio homem?
Será que nesse dia estava Deus dormindo?
Como é que a mentira instalou-se tão sorrateiramente no coração do ser humano?
Porque a verdade não se manifestou?
Até quando a injustiça vai prevalecer ante a crueldade?
Ouço gemidos tão altos que são gritos desesperados dos suplicantes esquecidos.
Vejo a fome matar milhões, vejo a sede imolar milhares, vejo a ignorância condenar centenas á morte.
E sinto-me impotente ante o descaso, a mesquinhez, a tirania e a vilania.
Sou só um, os poderosos são muitos, e aqueles que se omitem estão em número ainda maior. (Posso ser beija flor, ante o incendio, ah sim, eu posso.)
Porque se assim não o fosse, algo seria feito, algo seria ao menos tentado, para mudar esse estado de coisas que coisifica o ser humano.
Quando será ouvida a voz do caído, do escravizado, do martirizado, do esquecido?
Até quando a lei subverterá a razão?
Será que Deus vai continuar dormindo? E quando é que nós vamos acordar, voltar de férias, fazer alguma coisa para apagar do mundo a maldade que existe por nossa própria omissão?
             
Liane Furiatti
Enviado por Liane Furiatti em 08/08/2006
Reeditado em 20/01/2009
Código do texto: T212226
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre a autora
Liane Furiatti
Curitiba - Paraná - Brasil
776 textos (34947 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:11)
Liane Furiatti