Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E o céu se fez...

É preciso saber redefinir os tabus que cegam a humanidade...
Quando nasceu foi abandonada e desde então carregava o peso da solidão.
Cresceu dentro das normas rigídas de um convento. Pelo mundo tinha pouco interesse. Nada importava, nem mesmo a caridade alheia presente em todas as pessoas que a cercavam.
Um dia, quando acreditava seguir o chamado da sua vocação aconteceu o inesperado. Seus olhos encontraram o brilho perigoso de um outro olhar...
Não precisaram  tocar-se pois dali nascia a certeza de que se pertenciam. A atração os impelia  para os braços um do outro e a cada dia sentiam a tortura do seus corações. Estavam perdidamente apaixonados...
O medo crescia porque os implacáveis fariam tudo para massacrá-los. O receio de enlouquecerem por amor fez com que desafiassem as convenções decidindo pagar o preço da felicidade... Num mundo de poderes e privilégios se embrenharam vencendo a distância que os separavam. Sabiam ser um sonho completamente proibido.
Ela teve que ser mulher em todo o sentido da palavra, ousando para obedecer seu coração.
Ele, forte o suficiente para vencer os preconceitos de uma sociedade moralista.
Mas quando acreditavam que tudo parecia perdido, abriu-se o céu, a liberdade chegou na forma de perdão, para os pecados purgados. Como num sonho seguiram um para o outro e puderam ficar no calor do seu abraço...
 
     
 
 
     
bette vittorino
Enviado por bette vittorino em 09/08/2006
Código do texto: T212560
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
bette vittorino
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 62 anos
278 textos (30202 leituras)
1 áudios (15 audições)
4 e-livros (250 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:47)
bette vittorino