Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Lenda do Mar

Foi quando o conheci que perguntei ao mar
a razão maior da sua rebeldia
fazendo suas ondas na praia estourar
na escuridão da noite ou no clarão do dia.

Surpresa intensa de mim se apoderou
quando ouvi a voz do mar dizendo assim:
- “Não perca tempo em desvendar o que passou
pra não lhe acontecer, o que aconteceu a mim.

Há muito tempo, talvez muitos milênios
as minhas ondas não passavam de carícia
as águas mornas balançando lentamente
banhavam corpos e mais corpos sem malícia.

Até que um deles embebido na paixão
foi docemente me fazendo arrepiar
tocou bem fundo o meu sensível coração
quando vibrei, vi uma onda estourar.

Eu me perdi em mil perguntas que me fiz
tentando em vão esse mistério desvendar
que o amor é arredio, não percebi
ela se foi talvez pra nunca mais voltar.

Desde esse dia comecei a tentativa
de alcançá-la e trazê-la junto a mim
e as minhas ondas vivem da expectativa
que algum dia ela inda passe por aqui.

Por isso estouram tão rebeldes pela praia
trazendo tudo o que encontram para mim
não adianta eu explicar que a minha raia
me deu riquezas mas não deu um amor assim.”

Sem mais perguntas fui saindo devagar
deixando o mar e sua procura para trás.
Tudo o que eu faço agora é caminhar
buscando o amor que aprendi a acreditar

E espero não ter... o mesmo fim que o mar!...

Santa Cruz do Rio Pardo, 19/09/1987
Tere Penhabe
Enviado por Tere Penhabe em 09/08/2006
Código do texto: T212647

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tere Penhabe
Santos - São Paulo - Brasil, 61 anos
252 textos (25814 leituras)
5 áudios (601 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 11:05)
Tere Penhabe