Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E quando tudo perde o brilho?

Perde a graça, perde o sabor. Perde a pegada, o tesão. Perde aquele gostinho bom de “somos apenas bons amigos” que morrem de vontade de não ser. Fica ali, vazio, na contramão de tudo.
Perde a mão dada, perde o calor, o olhar, o abraço. O boa-noite aguardado fica insosso, indesejado. Perde a cadeira puxada pra perto que, agora parada, imobiliza o sentimento. Perde o carinho no cabelo que me despertava e ao mesmo tempo me deixava mole, mole...
Perde o cafuné na aula, sem medo e sem obrigação; perde a brincadeira com fundinho de verdade...perde o elogio que deixa sem graça, a piadinha fora de hora, o momento que tornava tudo espontâneo.
Tudo fica concreto, se torna de verdade (e antes não era?)... mata aquele bichinho chato mas gostoso do “o que será que vai acontecer?”. Cai na rotina (e olha que nem é casamento antigo).
Ganha beijo, sorriso e abraço, que também são bons, mas fazem lembrar mais o amigo do que qualquer outra coisa que seja ou venha a ser. Isso é bom?! *dúvida*
Talvez o amigo esteja presente demais.
Talvez o beijo que faltava estivesse sempre ali.
Talvez a mão fosse mais quente quando tudo era o momento.
Talvez...
Agora já foi.
Marcela Brunelli
Enviado por Marcela Brunelli em 10/08/2006
Código do texto: T213177
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marcela Brunelli
São Paulo - São Paulo - Brasil, 30 anos
5 textos (205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:45)
Marcela Brunelli