Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEJA AMOR..SEMPRE AMOR

 Para dizer te amo na finitude
do infinitivo do verbo amar
é abrir todas as janelas para o céu
olhar um sol deslumbrante que desponta
a cegar-te a visão para dar lugar
a luz e a cor aos caminhos da alma.
Amar no infinitivo do sentir
não é morrer, é viver em plenitude.
Não é sofrer, é sorrir em desapego.
Amar num dueto, é sentir a unicidade.
Amar é estar longe e perto sentir,
portanto sorrir porque amor é benção.
Amor é semente benigna germinada,
em campo fertilizado para receber
tal semeadura.
amar não é colher limões em macieiras
é plantar sementes de maçã e colher
da própria fruta.
Amar é o simples da simplicidade,
é o finito feito infinito,
o verso e o inverso de todas as coisas.
Por amor morre-se, por amor vive-se,
digo que no amor renasce-se.
No amor faz-se a semelhança do Ser Perfeito.
O amor é o mais que perfeito sentimento
de todas as nossas imperfeições.
Seja amor, sinta amor, sempre amor.

Marlene Constantino
Enviado por Marlene Constantino em 11/08/2006
Código do texto: T213803
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marlene Constantino
São Paulo - São Paulo - Brasil
484 textos (15204 leituras)
42 áudios (3641 audições)
1 e-livros (45 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:44)
Marlene Constantino

Site do Escritor