Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Céu E O Chão

Duas horas além céu
Cobras lampejam na estrada
Urram vaga-lumes e morsas
Fúfias relíquias estendem-se nos varais.

Poucos instantes
Onde chora o porco
Na calcinha da lama
A chafurdar as pessoas.

Balizam traseiros
Em pés de galinhas azuis
Grotesca a idéia e o desalinho
Sabem tudo o que tem o luar.

Na alameda das flores
A jaca funde-se com o chão
Tâmaras à contra-mão
Juram na cauda do cometa.

À senescência irreversível
Réproba fase pueril
Acende olhiagudo pavio
E a ponte donde olham, invisível.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 11/08/2006
Reeditado em 29/01/2008
Código do texto: T213928

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34084 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:48)
Cesar Poletto

Site do Escritor