Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma lágrima (reaprendendo chorar)

Uma lágrima que cai. Outras que  vêm acompanhar.
Limpam a alma, lavam o coração. Não as reprimo mais.
Escorrem flácidas na desilusão.
Doces nas boas emoções .
Inquietas nas recordações ... Especiais .
Abrem portão, portas, portais !
Desanuviam a visão!  Libertam!
Acolhem  na umidade os temporais!

Num mesmo ato, colírio e calmante.
Atenuantes para uma incompreensível paixão .
Não importa o quanto amo, se amo, se falo, se calo.
'De una lágrima so viso ho capito mote cose... '
Reaprendi a lição!
Lágrimas que nascem sem esforço,
sem contrair músculos faciais.
Puras, singelas.
Pertencem a momentos intensos, frágeis ou fortes.
Espaçosas, tímidas, discretas, intensas.
A alma transborda em benigna intenção.
Fazem bem para os meus ais...
Não ... não as reprimo mais !



 21-07-06
luferretti
Enviado por luferretti em 12/08/2006
Código do texto: T214985
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
luferretti
Limeira - São Paulo - Brasil
367 textos (13120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:22)
luferretti