Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Copacabana Infinita

Estonteante e intenso
Lancinante, penso
A mente no vão peristáltico da canção
Ilação eterna da satisfação;
Ovais interligados logram faceiros
Infinito lençol a cobrir estrelas
Tuas marés de força e luz
Conduz-nos ao espelhado mar.

Praia de Copacabana
Ah, Copacabana!
A nossa Taprobana
A par dos deleitosos encontros
A praia das seculares molduras
Inexoráveis, sol e cais
A ti, canto bemóis, sustentam
Dão ré ao dó das luxúrias
Das insignificâncias.

Botecos às margens cravadas
Teus desenhos nas calçadas
O rebolar das pernadas que te atravessam
Rezemos!
Sou pouco pra ti, praia de Copacabana!
Em ti, versejo
Por ti, alvejo
De cima, vejo-te despontar, fecundo ar
A alma do poeta em teus contornos
Não vaga, desfila sem parar.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 16/08/2006
Reeditado em 15/09/2006
Código do texto: T218122

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34088 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:48)
Cesar Poletto

Site do Escritor