Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SÓ QUANDO EU FOR DEUS

               Eu só queria entender porque tantas pessoas se crêem acima do erro, do equívoco, do escorregão, do deslize ou seja lá que m...for a ponto de acharem que têm o Divino Direito e o Supremo Poder para conceder perdão aos que elas julgam, baseadas em suas conclusões, tiradas Deus sabe como, culpados de alguma coisa.
 
               Eu só queria entender como funciona a coisa dentro de cabeças assim, que pretendendo humildade, concedem perdão com tamanha soberba, expondo-se e aos que supostamente amam ou julgaram um dia amar na maior sem-cerimônia. 

               Eu só queria entender porque as tais pessoas, tão humildes e supostamente humilhadas, não conseguem ver num ato do outro uma coisa pessoal do outro que não tem nada em comum com as expectativas que elas tinham a respeito da outra criatura.      

               Eu só queria entender como foi que tais pessoas chegaram à conclusão de que o mundo deve andar exatamente como elas acham e que as pessoas devem agir ou reagir conforme seus próprios princípios e verdades. 

               Eu só queria entender como é que alguém pode falar tão generosamente perdão com tamanho ranço de mágoa escondido entre cada palavra de generosidade. Se quer saber mesmo, eu não perdôo ninguém , nem a mim mesma. Sequer tenho tal pretensão, uma vez que ainda não fui promovida a Deus ou algo semelhante, a não ser em algum delírio poético. Não espero que ninguém me entenda, sequer que tente, porque eu própria ainda não consegui tal proeza. Não tenho que dizer a quem quer que seja os meus medos, os meus porquês, os meus senões, os meus ses. Até porque é assunto pessoal e intransferível. Se eu disser, foi porque quis dizer, mas ninguém me obriga a isso, razão pela qual os demais também têm o direito a guardar os seus. I just want to live and let live.      

               Agora, que eu queria entender , isso eu queria. Perdão, generosidade, rancor e mágoa: absolutamente incompossíveis. Ou se está mentindo numa coisa ou na outra. Ou provavelmente, em todas. E eu não perdôo. Só quando eu virar Deus. E, by the way, I just don't care.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 17/08/2006
Código do texto: T218714

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154019 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:35)
Débora Denadai