Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Velho Sábio

Ele ficou velho…
E durante todos esses anos, sempre que o viam, pensavam que ele não fazia nada.

Ele não tinha referencias... não era o cara que trabalhava em tal empresa, que namorava tal mulher, que era casado com tal esposa, pai de tais filhos...

Tudo sempre mudava, mas sempre parecia que tudo estava sempre igual.

E sempre que o encontravam, de vez em quando, ele estava na mesma.

Contava as mesmas velhas historias que ninguém acreditava...

E tinha o mesmo rosto serio, que abrigava o mesmo velho sorriso encantador.

...

E cada um que o conheceu, e que achava que ele era realmente nulo... um dia acreditou.

Acreditou naquelas historias que ele contava, mas que ninguém acreditava porque ninguém achava que ele, que não fazia nada, seria capaz de viver tanta coisa.

Pra cada um desses incrédulos, ele mostrou com o tempo que ele não era nada...

Cada um, um dia, teve cada uma das provas de que ele, cada vez que dizia alguma coisa, estava no mínimo, ao invés de estar inventando, estava relatando algo que ele, que não era nada, viveu mais do que todos, que sempre faziam alguma coisa.

E quando ficou realmente velho... já não buscava mais dar respostas...

Ficava sozinho, sentado numa velha cadeira, sorrindo aquele mesmo sorriso.

Sabendo que todos agora sabiam do que ele soube, mas que ninguém nunca acreditou.
Brum
Enviado por Brum em 20/08/2006
Código do texto: T221005
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Brum
Palhoça - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
16 textos (771 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:31)
Brum