Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hoje!

O tempo fluiu em mim... Amadureceu em nós. Com o frio que me abraça hoje tenho tempo para escrever. Tempo que saudosamente recordava, e hoje desejava não ter!

Recordo quase esquecida, ainda com saudade, da vida iludida que levava, enganando-me com amores onde só a ti procurava. Mas neles, nunca te encontrava...

Não sei ainda como não te reconheci! Por entre beijos e carícias, por entre palavras e delícias... Via-te no sonho da ilusão!

E como me enganei... Hoje, hoje que escrevo abraçada pelo tempo e pelo frio... Mergulhada na saudade que me estremece... Hoje, hoje percebo que tudo não é ilusão! Percebo que o tempo que não tinha era apenas o brilho da falta de saudade... A magia da tua presença que hoje, hoje anseio!

Sinto-me uma criança à espera do pai natal contando os segundos para uma notícia tua... Esperando ansiosa a tua chegada... E desespero explodindo a cada bater do coração!

Amor, sim! Depois.. Só depois de te procurar em cada ilusão que tive te encontrei... Quando já não acreditava ser possível... Quando sabia que tu não passavas de mais um sonho... Finalmente enganei-me! E hoje, agora! Sei... És o sonho que procurava sem já acreditar... Foi por ti que sempre procurei... E hoje...

Hoje... Agora... Sempre... Tu!
Sónia Granja
Enviado por Sónia Granja em 24/08/2006
Reeditado em 24/08/2006
Código do texto: T224139
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sónia Granja
Portugal
42 textos (2021 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:34)
Sónia Granja