Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ah, se meu voto valesse!

No dia que me tornei uma eleitora

Não via a hora das eleições chegarem.

Louca para escolher meu candidato

E poder exercer minha cidadania...

Aos poucos fui entendendo que o discurso que eu ouvia

Que tudo que era falado

Carecia de crédito, eram simples palavras jogadas

Sem nenhum fundamento ou verdade.

E isso faz tanto tempo...que nem me lembro mais em quem eu

votei nesta época!

Agora, mais uma vez, me sinto obrigada a exercer minha

cidadania... onde foi parar meu encantamento de ser uma

eleitora?

No fundo de uma urna escura, cheia de mistérios e de pouco

acesso para muitos cidadãos! Assim é que vejo os futuros

candidatos: sentados em belos gabinetes e  roubando

descaradamente os nossos lares, os nossos sonhos e as

nossas esperanças. Quisera eu poder votar e me sentir como

uma verdadeira cidadã, sendo respeitada, vendo os

meus candidatos cumprindo o que me prometeram.

Ah, se meu voto valesse! Mas, o pior é que não vale!
Teca Bandeira
Enviado por Teca Bandeira em 25/08/2006
Código do texto: T225328
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Teca Bandeira
Armação de Búzios - Rio de Janeiro - Brasil, 68 anos
25 textos (1044 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:25)
Teca Bandeira