Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOU POR AÍ



Acordei muito antes de saber a vida,
Antes ainda de ser criança, adolescente ou adulto.
Sou tudo o que há e o que não existe sequer.
O que era vosso e a ninguém mostrou,
Aceitei-o eu e fui, onde nem havia o que pôr.
Nasci e morri constantemente – sendo que era vossa a palavra.
Dei-vos o que semear e como à terra deixá-lo.
Abri-me em flor, sem espaço para o preconceito
Nem o impossível e regurgitei-me,
Até que me doessem os ouvidos, tocados pela crueza,
Do que está e respira.
Pelo caminho, deixei meu nome – parti.
Não chamem por mim.


Jorge Humberto
(10/06/2004)
Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 26/08/2006
Código do texto: T225754
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2622 textos (66675 leituras)
22 áudios (937 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:43)
Jorge Humberto