Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ONDE ANDA VOCÊ ?





Tarde comum como a mais comum das tardes...
Nas ruas de claridade pálida deslizam
apressados e barulhentos automóveis...

Gente que caminha num vai e vem interminável...
Velhos aposentados jogam dama na praça...
Crianças saltitantes com suas mochilas pesadas
apressam-se no retorno... Tudo fluindo numa tarde comum.

Um elevador preguiçoso, convida-me ao desembarque,
é Dia das Artes... Motivo de festa...
Gente alegre...
Artistas diversos expõem suas obras, declamam seus versos...
Muitos corredores, inúmeras salas...
Entrei sem bater na sua porta escancarada,
acolhedora e amiga, de olhos bonitos... Sorriso franco...

Ressoam ainda suas palavras... Acolhi com prazer seu desabafo...
Ouço ainda sua voz macia inconformada...
Guardo em mim seu rosto expressivo,
miúdo e delicado...

O giro cadenciado da roda do tempo,
distancia a cada segundo aquela tarde,
mas não ofusca as lembranças...
Aquela tarde não foi comum...
As tardes já não são comuns...
Tenho saudades.



Cosme Belizário
Enviado por Cosme Belizário em 29/08/2006
Reeditado em 29/08/2006
Código do texto: T228074
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cosme Belizário
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
98 textos (3390 leituras)
1 e-livros (83 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:34)