Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mesmice

Nenhum sentimento que possa exprimir o vazio constante, o frio intenso, o amargo ardor da solidão.
Nenhum sentido, nem tampouco tato, nenhuma voz, nenhum cheiro, gosto...
Nenhum olhar que eu possa reparar
Talvez uma esperança, uma fé, um amor
Mas nenhum Eros acima do Filia, abaixo do Ágape.
Nenhuma canção, talvez um som
Nenhum contato, ninguém á vista.
Nenhum sentimento.
Nenhum acontecimento que possa existir nos próximos tempos.
Nada nem ninguém á vista
Nenhum dia ruim, nem bom
Mesmice absurda
Tudo acontece fora do contexto que eu pudesse imaginar
Tudo acontece fora do pretexto que eu quisesse proporcionar.
Mas, enfim nada acontece
Nenhum sentimento, nenhum olhar
Nada vem do meu peito, nem soluço
Nem amor suspeito
Nada que exprima o vazio constante, o frio intenso, o amargo ardor da solidão
Iaiá Correia
Enviado por Iaiá Correia em 01/09/2006
Código do texto: T230552
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iaiá Correia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 35 anos
23 textos (1570 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:36)
Iaiá Correia