Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morena do Moçambique

Quando caminhas na beira da praia,
os coqueiros se inclinam ao te ver passar,
e quando te aproximas à beira d'água,
ondas se jogam aos teus pés prá te beijar,
e ao deitar-te completamente nua n'areia,
o sol sem pudor não tarda a te espiar,
olham também ruborizados, os habitantes do lugar,
jamais de ti se aproximaram, por medo de se encantar,
dizem que és sereia, e nas noites de lua cheia,
levas os moços e as moças bonitas pro teu lar.
Quem dera eu pudesse de amor me afogar,
pois viver sem ti aqui n'areia Sereia,
é pior do que morrer contigo no fundo do mar.
 
Ullisses Salles 06.09.06
Ullisses Salles
Enviado por Ullisses Salles em 06/09/2006
Código do texto: T233760
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ullisses Salles
Suíça, 40 anos
219 textos (69793 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:24)
Ullisses Salles