Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Serenoterapia (Não Consta No Pai)

Pentastomídeos, melaninas
Poeiras cósmicas
Restos de nada
Insônia duma noite seca
Invade a alma
Num conluio no balaio
E vão em mesas
Interstícios vingados e deixados
De lado ao poente
Com medo da gente
Meu poeta fugiu do espelho
Em mantas de seda
Cetins desgastados
E andam dos lados
Que eu nem hei de ousar descobrir
Vingo-me das dores e arfo as cores.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 06/09/2006
Código do texto: T234388

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34088 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:49)
Cesar Poletto

Site do Escritor