Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nobre de Mim

Ei! Aos que me ouvem no papel
Tens escada e cordel
Aspas e mel.

Hei aos que me [irresolutos] amam
Sei de mofados ensejos
Sangue de pesares e pejos.

Nau recém florida
Nobre subterfúgio
Medo de não ser.

Raspo a tecla da hora
Parece enchente que aquece
É leso fetiche que implora.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 07/09/2006
Código do texto: T234624

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34087 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:13)
Cesar Poletto

Site do Escritor